Demolição & barbárie

 

Luiz Roberto Benatti

 

No dia 26 de janeiro de 2006, Affonso Macchione assinou o decreto 4696 destinado à constituição de comissão inventariante do acervo do Museu histórico e pedagógico “governador Pedro de Toledo”. Os inventariantes deveriam dar-se conta da presença material de documentos, móveis, fotografias, armas, moedas, ao compará-los com os registros dos 4 livros-tombo em que se arrolou, pelo IPHAN/Museu paulista, o acervo constituinte do museu, e que nos chegou por ato de partilha do governo do Estado com outras cidades paulistas.Éramos cinco inventariantes: Daniela Oliani Melotto Silva, Darcy Aparecida Meinischmiedt, Luiz Roberto Benatti, Roberto Rodrigues Martins e Odair Rizzo, aos quais competia constatar tanto a presença quanto a ausência de objetos. No remate do trabalho, a coordedora da cultura, Lígia Torchetti Ferreira, ao levar em conta o valor do objeto faltante, deveria comunicar ao IPHAN/Museu paulista detalhes das ocorrências. Para isso, a comissão inventariante lavraria termo conclusivo. O link www.unisantos.br/pos/revistapatrimonio comunicou aos interessados a importância do inventário como etapa garantidora da preservação do patrimônio da cidade, e acrescentou que, dentre inúmeros objetos e documentos, havia filmes e fotos do Museu de imagem e som “Júlio João Trida”, o acervo generoso do Pedro de Toledo, além de 89 peças de animais e aves empalhados do Museu de história natural e 1500 LPs do Museu do disco. Como os bárbaros deram-me o bilhete azul, o inventário não chegou ao fim, ao contrário dos fuzis belgas do século XIX que, no momento, enfeitam a sala de armas dum sorridente colecionador. Árduo trabalho para Sherlock Holmes e o inspetor Maigret será localizar o que por ora acha-se perdido ou que tenha sido destruído, incinerado, surrupiado. Holmes, no entanto, sabe que hercúlea será a tarefa para desvendar-se o mistério do desaparecimento dos ditos museus, já que, de tudo o que tínhamos, nada restou se não pífia inscrição no hall de entrada do prédio da Avenida São Domingos, 870: “Museu municipal”.  Assim mesmo, acredite, sem nome.

 

Anúncios

6 comentários sobre “Demolição & barbárie

  1. E eu e meu cunhado queríamos doar os fósseis que encontramos em Catanduva pra museu daqui… deus escreve certo por linhas tortas, o Machionne se interessou mas não nos retornou, então doamos pro museu de Monte Alto, onde estão salvos dos ladrões, diferente de Catanduva, onde a cultura nem sempre tem uma visão ampla de si mesma.

      • Com os fósseis do prof. Turatto foi pior, porque não se sabe o paradeiro deles agora,depois de sua morte sumiram…ou seja, nem as crianças que nascerem daqui a 20 ou 100 anos vão ter a verdadeira noção do que se retirou destas terras tão ricas em fósseis, uma pena.Como nós sabíamos da história do Turatto, e, para que isso não se repetisse conosco, enviamos ao museu de Monte Alto, onde estão a salvo dos ladrões e tivemos a satisfação de ver nossos fósseis como tema de 2 trabalhos científicos: http://www.igeo.ufrj.br/ismar/5/5_34.pdf e http://www.igeo.ufrj.br/ismar/8/8.207.pdf ( mais um terceiro em andamento)Só sinto pena de Catanduva não poder ter um espaço pra abrigar esses fósseis que cientificamente são muito importantes… enquanto nossos políticos não despertam interesse em nossas riquezas minerais, muita coisa vai parar em mãos erradas e acabam vendidas no exterior, por pessoas inescrupulosas…

  2. Em algumas culturas, sobretudo nas orientais de matriz islâmica — porquê existem[-iam] penas idênticas entre “tribos” asiáticas e americanas, p.ex.–, os ladrões são punidos com a amputação primeiro dos dedos e depois de toda a mão direita. Agora, pergunto: como punir bandidos que afanam “propriedade pública” e, mais!, dilapidam patrimônio que diz respeito à alma de um povo? Quando nos roubam a História, nos condenam ao esquecimento e à ignorância.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s