Anna, funâmbula

001

Luiz Roberto Benatti

guarde a chibata

pé ante pé

acrobata

sem horizonte

jamais com o rio   se confronte

sem bravata

equilibre-se na omoplata

leve e sonoro alaúde

triture o ar no giro da moenda

ágata improvisata

ponte invisível

sobre o dorso do riorrinoceronte

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s