Antônio Rabe, ao seu dispor

001

Luiz Roberto Benatti

 

Herdei a dupla ou tripla papada do avô paterno, meu grande herói. No começo você custa para segurar no canto do lábio direito o charuto aceso: os olhos pegam fogo, o cheiro ácido provoca náuseas. Tenho 1,87 e peso 130 quilos e  já arrebentei porta de garagem com três bons murros.Não sou de me gabar, mas a você eu conto: dei um murro na cabeça dum touro e o bicho estrebuchou. Estrebuchou e morreu. Atirei de metralhadora de mão. Nada de cocaína, velho. Meu avô faturou uma montanha de dólares com a lei seca. Secou aqui, você abre ali – torneirinha inesgotável: deputado, senador, grã-finos, peixes graúdos, a arraia miúda,  todo mundo no bolso.Solte a grana e a turma vem logo comer na palma da mão: a baba viscosa escorre pelos cantos dos lábios.  Quanto mais firme  a proibição mais meu avô vendia uísque bom ou falsificado. Alguns idiotas juram que o falsificado é melhor que o bom. Uísque, mulher, cassino, perfume, roupa chique, assalto a banco, controle total e absoluto  da área central da cidade. Periferia? Deixe para o povo do craque. Merreca. Dê proteção contra você mesmo. Espalhe que você come churrasco de criancinha de colo.  A turma paga. Mija de medo mas paga. Melhor uma cidade bacana agitada que uma vila morta: bola de capim seco levada pelo vento gelado do Inverno. Vá se catar, cara! Se aparecem concorrentes? Aos montes. Fique de olho na turma, bota espião nos quatro cantos da cidade. Uma vez armamos uma cilada, às 3 da manhã, num pátio de ferro velho, pelos lados da Catedral de São Jerônimo. Frio de lascar. Os panacas chegaram armados até os dentes, sentaram-se conosco ao redor duma mesa de madeira duns quatro metros de comprido.Pareciam agentes funerários.  Falamos do tempo, de futebol: conversa de tico-tico. É bom falar de futebol porque todo mundo acha que entende. Meu pai puxou o lenço, assoou o nariz: era a senha. Estouramos 25 miolos. Se não for assim, vamos comer arroz com banana e pão amanhecido. Al Capone? Começou como motorista e soube como chegar lá. Um mestre, exemplo para qualquer jovem desmiolado de hoje triunfar na vida.Não adianta quebrar braço de professora: o negócio é o grande negócio do crime. Crime é cultura.  Meu nome é Antônio Rabe, Nino, o xodó da nona Rita. Para mim as mulheres, com exceção de minha mãe,  são todas safadas. Mentem até mesmo quando juram dizer a verdade, mas nada que um autêntico Patchoulli não resolva. Estampei a foto da mansão do Hearst que acabei de adquirir. Marlon fez ali Dom Corleone que eu vi 135 vezes. É para lá que eu vou, bem longe dessa porcaria da Petrobrás.Partido vagabundo só quer saber de roubar o Estado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s