O xadrez ensina a melhor tática para as próximas eleições de CTV

 

001

Luiz Roberto Benatti

 

Com a defecção de Roberto Cacciari, a próxima disputa à prefeitura tornou-se ao mesmo tempo simplificada e exigente de cuidados desdobrados. Na suposição de que os contendores sejam dois – Geraldo Vinholli e Affonso Machione -, enxadristas que dominam tanto a teoria quanto a prática do tabuleiro veloz e preciso, recomenda-se ao atual ocupante do cargo o uso do fianchetto do bispo. Como é sabido, longo é o alcance do bispo e terrível é seu domínio na oblíqua. Assim, o lance inicial das brancas deverá levar para a 2ª. linha da coluna do cavalo adjacente o bispo, desde que o peão do cavalo tenha avançado uma ou duas casas. Affonso é destro, mas afoito, razão por que o duplo fianchetto irá evitar a imediata ocupação do centro do tabuleiro, como quem quisesse enfraquecer o campo central do adversário. As brancas não deverão subestimar a enorme atividade do bispo, arma defensiva poderosa. Nesse caso, é provável que o adversário queira trocar o bispo em fianchetto por peça de valor assemelhado, troca que as brancas deverão recusar.É o que se recomenda na teoria do Dragão siciliano, na Abertura de Benko ou na Defesa Benoni. O resultado será devastador.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s