Flores para  os mortos de Orlando

001

Luiz Roberto Benatti

Declarada como coisa pública  a escolha sexual, a partir da mortandade de Orlando, a moçada terá de esconder-se num buraco bem fundo e lá permanecer em silêncio.O fuzil está em toda parte e alimenta-se de berros e sangue. Os livros sagrados teriam de ser reestudados, até que a violência ali grafada fosse examinada à luz da inteligência destravada. No Corão 2:24, você lerá: “Lute, então, pela causa de Alá e saiba que Alá ouve e conhece todas as coisas”. Eu, heim! Eu não conheço nada, não almoço bifes sagrados, sangrentos  ou profanos e penso que nos dias que correm o imaginário tornou-se perigoso e regressivo. Pulse, o nome do palco da tragédia, significa pulso ou emoção. Quer ventilar sua emoção? Faça de si mesmo  300 mil selfies e os remeta para a Terra dos Eleitos.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.