Segundo platô para Gilles Deleuze

001

Luiz Roberto Benatti

 

notei que minha sombra

não tem  pálpebra

nem lona que a cubra

da febre do sol

minha sombra

é uma hiena

que se alimenta

de dejetos

dia e noite

presa num canil

cercado por precária   paliçada

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s