A cabra

001

Luiz Roberto Benatti

 

abracadabra

não há cãibra

que me enclausure na  montanha

flor abscôndida

que a pedra cubra

cacto na penumbra

dois goles de água salobra

sem listras de zebra

na contramanobra

bebo o que sobra

sorvo a sombra da vértebra

e aspiro  o vento na álgebra

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s