Amassaram a mina

001

Luiz Roberto Benatti

 No Latim, do qual o vocábulo proveio, estupro quer dizer “relações culpáveis”, significado do qual devemos desconfiar pois que, tudo indica, guarda  ele a abonação para o ato perverso antes mesmo de seu cometimento. O estuprador faz o que não deve e se desculpa pelo gesto, enquanto a garota, caso tenha sobrevivido, senta-se na praça florida para curtir a dor no resto de seus dias. No Espanhol, o estuprador é o retardado mental ou abobado, entendimento diverso do que William Faulkner deu a Tommy, o moço bobo de Santuário que ficou de vigília à porta do celeiro em que Temple Drake  foi mantida presa a fim de ser estuprada. No Árabe, estupro é Tarah, com o significado de “desconto” ou “dedução”, palavras indicativas do ressarcimento que o estuprador terá de fazer  ao pai da vítima pelo cometimento. Por mais doloroso e absurdo que pareça ser, a expressão de Língua inglesa pot-boiler, com o significado de “ganhar dinheiro” com tal ou qual ação ou realização,talvez se aplique inconscientemente ao estupro, isto é, se a mina não se vendeu como  prostituta, teremos de arrombá-la ou amassá-la na gíria dum dos curadores. Você amassa lata ou automóvel, todavia, no Rio de Janeiro, os amassadores pegaram um bonde de onde a gangue saltou para atacar a garota.”Curra” vem do Latim currale e significa correr ou carro de duas rodas. Da palavra, deriva também encurralar e curral, onde se abrigam bovinos. O ato de curra implica numa selvageria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s