Canção para uma senhora

001

Anne Sexton/Benatti

 

dia de seios e pequenos quadris

janela crivada de chuva ruim

chuva que chega como um ministro

nós, acopladas, sadias e insanas

deitadas como colheres enquanto a chuva

sinistra cai como moscas em nossos lábios

nos olhos cheios de alegria e nos pequenos quadris

 

você disse: “O quarto fica muito frio com a chuva”

você, feminina, com sua flor,

reza novenas para os meus tornozelos e cotovelos

você, produto interno e poder

meu cisne, meu burro de carga, doce rosa de lã

o escrivão poderia legalizar nossa cama

como se você me sovasse e eu crescesse como pão

 

[Nota: Traduzi alguns poemas de Anne Sexton para o Português e afirmo que se trata de poeta de superior qualidade: sua poesia é confessional, mas tal confessionalidade nunca orientou-se  pelo cediço. Anne enveredou pelo aborto, a menstruação ou a masturbação. A certa altura da vida, recomendou-lhe a analista que fizesse da Poesia o seu Norte. Em outubro de 1974, vencida pelo alcoolismo, Anne  se envenenou na garagem com monóxido de carbono.Comparada com sua Poesia, a nossa soa como coisa primária.]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s