Armário

001

Luiz Roberto Benatti

 

antes que o fogo o consuma

arrombe o armário

refaça o crime pelo sumário de 1789

a adolescente anotou duas ou três coisas

na derradeira página do  diário

veja com lupa o local exato do crime

no mapa do antiquário

havia no enredo o medo conspícuo

dum celibatário

e o quépi azul dum ferroviário

todos se persignaram ao ouvir o sino

do campanário

o sonho do proletário

esfarelou-se nas risadas do anedotário

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s