Lucas Venturin

001
Lucas Venturin

 

O amor
é
brega.

Por isso
eu
só me apaixono.

Ou quando sou
mais audacioso
sinto saudades.

(Lucas Venturin)
[POPs – Poluentes Orgânicos Persistentes]

 [Nota:Digo, sem medo de errar, que a Poesia de Lucas Venturin pode igualar-se à de Orides Fontella ou Rubens Piva, ainda que, no momento, ele esteja na situação do índio amedrontado com a incivilidade dos brancos civilizados, fato que o levou a esconder-se num buraco da floresta. O blogue já o publicou anteriormente e, mais uma vez, o fará com a nova série que se inicia com o poema desta página.]

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s