Quando o homem penetra a mulher

 

001

Anne Sexton/Benatti

 

quando o homem

uma vez e outra vez mais

penetra a mulher

como onda que mordesse a costa

com prazer a mulher abre a boca

os dentes brilham

como alfabeto

e o Verbo ordenha uma estrela

o homem

dá um nó

dentro da mulher

como se ambos não fossem mais

separar-se

e a mulher

escala uma flor

e engole o talo

o Verbo então

aparece

e libera os rios

 

esse homem

essa mulher

com fome duplicada

tentam alcançar

a cortina de Deus

e através dele

com sua perversidade

num tempo mínimo

tudo fazem

para desatar o nó

 

[Nota: Freud e Lacan deram-se conta de que a Literatura oferece à Psicanálise vasto material para a observação dos seres humanos, bem como de suas taras. O sexo os apunhá-la e de suas feridas abertas verte o sangue

do prazer, do desajuste ou da criminalidade.]

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s