Robert Capa, Taro e Chim:  registros fotográficos da barbárie

001

Sérgio Roxo da Fonseca

 

Robert Capa foi o húngaro que revolucionou a arte fotográfica, registrando acontecimentos gerados pela Guerra Civil Espanhola, ocorrida de julho de 1936 até abril de 1939.

Recentemente foram encontrados vários negativos de suas fotografias no México. Trata-se da “valise mexicana” que contém também negativos de sua esposa Gerda Taro e do seu amigo Chim, polonês.

Os trabalhos de Capa, Taro e Chim estão expostos pela “Caixa Cultural” em seu prédio da Praça da Sé, 111, com encerramento datado para 2 de outubro de 2016.

As fotos alteram a visão narrativa das fotografias por isso que, daí em diante, ainda que estáticas, registram o movimento dos fatos. Ou seja, não refletem as personagens em “pose”. O método preconizado pelo grupo é aquele encontrado, quase sempre, na imprensa de hoje.

A foto mais conhecida de Capa não é encontrada na exposição. Documenta um soldado republicano sendo atingido por um projetil, largando o seu fuzil, ainda  sentado no ar, caindo para a morte.

O objeto dos trabalhos, todos eles, refere-se à Guerra Civil Espanhola, registrando o golpe de estado desferido pelos monarquistas contra o governo republicano. Para um grande número de historiadores, ali começou a II Grande Guerra Mundial e o fim do Iluminismo.

Os fatos demonstraram o surgimento do desprezo de todas as leis de guerra. Vários países se envolveram com o conflito entre eles a Alemanha de Hitler que deflagrou o primeiro – e não o último – bombardeio aéreo contra um alvo civil, ou seja, a pequena cidade de Guernica, objeto do famoso painel produzido por Pablo Picasso. Após o bombardeio de Guernica, as cidades, como alvos até então proibidos, passaram a atrair atos de Guerra, como Hiroshima e Nagasaki, 6 e 9 de agosto de 1045.

Uma das fotografias exibidas na exposição traz a figura do norte-americano Hemingway que eternizou o seu testemunho no romance (1940) “Por quem os sinos dobram”, que virou filme protagonizado por Ingrid Bergman e Gary Cooper (1943).

A Guerra Civil encerrou-se com a vitória dos monarquistas que instalaram na Espanha um regime fascista que perdurou até bem pouco tempo.

A exposição oferecida pela Caixa é imperdível.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s