Espojamo-nos no lodo para  alcançar as estrelas

001

Luiz Roberto Benatti

 

A frase é do russo Ivã Turguenev e é bem provável que ele tivesse feito uma tradução da frase latina Per aspera ad astra, quer dizer, do chão áspero de nossa bruta realidade para as estrelas, como quem dissesse ser esse o nosso roteiro  neste vale de lágrimas. Sem antíteses não formulamos o pensamento e, sem pensamento, seríamos como seixo rolado no leito raso do córrego. O grande escritor norte-americano Nathaniel Hawthorne disse algo muito parecido com a frase de Turguenev: A vida é feita de mármore e lodo, de tal modo, que a dureza do mármore, agora, é o contraponto positivo. Movido pela ironia franco-italiana,Napoleão confessou ter mantido sempre os generais longe do lodo, com o sentido, talvez, de evitar-se a  humilhação pela derrota. Há tratamento da pele à base de lodo ou húmus, de cuja raiz deriva a palavra humano. Por isso é que os escoliastas deveriam admitir de vez que Adão (e Eva, consequentemente) foram feitos de barro. Como os porcos, gostamos de espojar-nos na lama, num sentido físico mas também subjetivo. Somos ambíquos com os porcos aos quais atribuímos a metáfora da sujeira, o gosto pela porcaria, razão pela qual as crianças não querem ser comparadas com suínos. O porco é carente de glândulas sudoríparas e sabem que a água do lodo evapora-se com maior lentidão. Por isso eles gostam de estar ali, para refrescar-se e proteger-se do infravermelho do sol: a lama é seu filtro solar. Os fotógrafos gostam de captar imagens de lindas mulheres nuas na lama.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s