Repetições 4

001

Ursula Andkjaer Olsen/Benatti

 Die Zeit, die ist ein Sonderbar Ding./O tempo é uma coisa estranha. Bem estranha, de fato: nele, por enquanto, você tem de acreditar e mais: que ele cura todas as feridas, até mesmo as que fazem mais mal. Ele adestra as mãos, todavia, de maneira discreta, a areia preenche os interstícios: pesados como sacos de areia, mas ajudam a manter a cabeça ereta durante o bombardeio. E o coração.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s