Muito apertado  

 

0011

Nahid Kabiri/Benatti

 

choro ao pôr de Sol

meu corpo muito apertado

e o dia

em que uma saia muito curta não cobre o joelho

a polícia apita para a minha nudez interdita

não penso nisso

no tempo informe entre o dia e a noite

o ar tribal da tempestade

nossas velas ao vento

chocalham no Outono

os galhos se agitam

a imaginação na escuridão

leio em voz alta poemas como uma oração

e acordo

uma estrela num ângulo do céu

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s