Zeitgeist (espírito do tempo) e Geist der Stadt (espírito da cidade)

0011

Luiz Roberto Benatti

 Existe o Zeitgeist que é, para os alemães, o espírito do tempo ou de época, do mesmo modo que haveria de existir algo como o Geist der Stadt ou espírito da cidade. O primeiro conecta a cidade à época, quer dizer, a mantém atualizada no entendimento da coisa política e da prática administrativa, bem como na Cultura; o segundo está entranhado na cidade e, se ela perdeu as meias na travessia das pedras do Beco dos Aflitos, é de crer que tão já não irá reencontrá-las. Esqueça-se das botas que ficaram lá atrás. Catanduva vai andar à ré e não adianta ao adversário empinar balões e zeppelins no ar quente que nos recobre, porque a administração entrante não estenderá aos humilhados & ofendidos a corda que iria puxá-los do fundo do poço seco para a superfície. A administração de Geraldo Vinholli guardou o binóculo do avô na canastra para olhar nos olhos o olhar ramelento do pobre. Pobre, com ou sem casinha, disse o triprefeito, enfeia a cidade. 34 mil votos poderão parecer muitos, quando, de fato, correspondem a um terço dos votos totais da cidade. Dois terços dos eleitores ficarão na roda de fora. Montado no burro chucro do PSB, Afonso Macchione enfrentrará o vendaval da grana curta aos berros. Catanduva pensa que as coisas deverão ser assim porque estamos longe do mundo largo, do outro lado do Nada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s