Nílton Cândido & Amarildo Davoli, padrinhos de uma causa perdida

0011.png

Luiz Roberto Benatti

 Pensei em iniciar o breve artigo com a recomendação para que lessem o livro de Norberto Bobbio – Direita e Esquerda: razões e significados de uma distinção política. Concluí que minha recomendação cairia no vazio: vocês não são teóricos, mas práticos e práticos duma prática negativa. Agora, que vocês  esvaziaram duas taças de champanhe francês e se riem de orelha a orelha, vou lembrá-los de que nossa luta para reorganizar as esquerdas locais, primeiro, no MDB (mais tarde PMDB), depois, no PSDB, foi ousada e muito bem craniada. Em 1970, por exemplo, fomos internados com gripe em Lins, numa época em que vocês dois empinavam papagaio em rua de terra. Não nos ocupavámos  com a Câmara ainda que, naqueles dias, o Legislativo fosse mais elegante e eficiente que aquele em que vocês militaram (?). Ninguém medianamente consciente iria pensar que o reparo do  buraco, virado para cima ou para baixo, fosse mais urgente do que a montagem seguida de execução duma obra social capaz de corrigir em parte a desigualdade social.Geraldo Vinholli foi socialista até o ponto em que é possível ser socialista numa cidade que anda à ré: 1932, 1964, 1968, depois com as eleições de Lula e Dilma.  Pois bem: vocês falaram do buraco aberto pela chuva  e da folha seca caída porque esse é o papel do Outono e tanto falaram que acabaram por convencer o cidadão médio de que as coisas deveriam ser assim: tapar buraco e recolher folhas secas. Leiam Verlaine. A grosso modo, Bié & Davoli, a Esquerda deverá promover a igualdade, porque nós entendemos que ela é gerada pela má distribuição da renda e o acúmulo sem peias da mais-valia. A Direita entende que a desigualdade é algo intrínseco aos seres humanos, quer dizer, o miserável é responsável pela própria miséria. Enfim, vocês devolveram o poder a um cidadão à Direita: venderam a alma ao diabo e, com isso, ficarão sem assunto nas terças insanas. Aguardo o convite para debatermos sobre Esquerda e Direita no auditório da OAB, depois de discutirmos com minúcia as regras de confronto no  debate.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s