A revolução russa de outubro de 1917, I

Luiz Roberto Benatti

 

Como sua mãe – Alexandra – e a avó – a rainha Vitória da Inglaterra -, Alexei Romanov, portador de hemofilia,  vinha  sendo preparado para suceder o czar seu pai. A mãe tentou de tudo para garantir ao menino a cura e para isso o enviou para a Europa à busca de especialistas. Por fim,ela se tornou prisioneira de Rasputin por  quem Alexei foi tutelado. Correu notícia de que havia um affaire entre a czarina e o monge louco e que ele teria se metido na guerra da Rússia contra a Alemanha, por intermédio da amante. Em 17 de julho de 1918, os bolcheviques levaram da prisão para o pátio os Romanov e os fuzilaram  um a um. Alexei, numa cadeira de rodas, recebeu muitos tiros em razão das pedras preciosas costuradas sob suas vestes. Se o que veio antes pode antecipar fatos e personagens surgidos depois, A morte em Veneza de Thomas Mann, na figura de Tadzio, por quem Aschenbach se apaixonou, poderia ter sido o lugar por onde, na praia do Lido, Alexei poderia ter caminhado na areia à espera de que um médico italiano o curasse. [Imagens: Alexei, Tadzio e os Romanov]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s