Código

001

Luiz Roberto Benatti

 às 10,12 h de 3 de jan de 1917, você olhou para mim e me chamou de rematado idiota. No mesmo dia, às 16,12 h, você voltou a fazê-lo com a mesma entonação e um pouco de raiva líquida no canto do lábio esquerdo. No dia 4 e no dia 5, e até o fim do mês, você gritou e espumou que eu sou um rematado idiota. Não sei, de fato, se  você espera que eu seja um rematado idiota ou então que eu venha a me tornar um desses. Depois, no mês seguinte, nos dias do pré-guerra, você estrangulou o gato siamês, fez dele picadinho, meteu o bichano num saco de lixo de 50 quilos e o atirou no rio. A pouca água e o mau cheiro o levaram. Ao voltar para casa, tarde da noite, porque sou guarda-noturno, encontrei a folha de caderno em que você rabiscou às pressas: “Você e seu gato siamês são dois rematados idiotas”. Ouça agora o ruído dos tanques e o ratatá da metralhadora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s