Blow-up de Michelangelo Antonioni

Luiz Roberto Benatti

 O filme completou 50 anos, mas parece ter sido feito na semana passada. Em 1970, professor de Literatura do Barão, montei parafernália de som no Cine Tropical e, à medida que a moçada, cheia de espanto, assistia ao filme, fiz discretas intervenções, até que, no final, papeamos demoradamente sobre a fita. A crítica dividiu-se entre apocalípticos e integrados e muita gente enfureceu-se com a sequência final duma partida de tênis sem bola, mas com o ritmo do som das tacadas bem  demarcado. O que quer dizer uma partida de tênis sem bola, se nem mesmo a mímica apropriada poderá garantir-nos qual fosse  a identidade de vencedor e vencido? Nós poderíamos responder com a batida do coturno da ditadura e dizer que a partida que se disputou foi de signo vazio, apesar dos cadáveres empilhados. Há muito tempo jogamos tênis sem bola. Antonioni contou em poucas horas a história do fotógrafo de moda interpretado por David Hemmings que ele encontrou no conto de Júlio Cortázar chamado Las babas del diablo. Cortázar narrou a história do fotógrafo inglês David Bailey que se encantou com a modelo  Jean Shrimpton. O produtor Carlo Ponti havia solicitado de Antonioni que fizesse 3 filmes narrados em Língua inglesa: além de Blow-up, os outros dois foram Zabriskie point e The passenger. Os diálogos em Inglês foram escritos pelo dramaturgo Edward Bond que o Brasil desconhece, apesar de ter ele até o momento escrito 50 peças. As locações londrinas do filme foram escolhidas com acerto por Antonioni e é possível que Woody Allen ficasse devendo algo ao colega italiano quando elaborou Manhattan. Bow-up poderia ser revisto uma vez por ano. Sequência particularmente genial no filme foi alinhavada  pelas tomadas no Maryon park. Reveladas e ampliadas (blow-up), as fotos mostram que ali, um pouco antes, havia ocorrido um assassínio cujo corpo desapareceu mais tarde. Os corpos se evolam bem como a memória dos crimes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s