Provins

001

Klaus Rifbjerg/Benatti

 

no silêncio da tarde, final da estação

ouço na província

o canto dum melro

ele está na antena da tevê, à sombra dum olmo

de onde abarca tudo

que se perde na amplidão

seja de mim ou do tempo

e isso permite que a música flua,

através do corpo e do bico amarelo,

do ânus para fora

conforto-me com sua indiferença  à participação

ou à evidente  presença

penso que existe algo especial

em estar de pé numa cidade de província dinamarquesa

à  tarde,  final de estação

e de repente ouvir um melro

e sentir-se  imbecil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s