Voltam sorridentes para reformar o pequeno mundo

001

Luiz Roberto Benatti

 

voltam sorridentes  para reformar o pequeno mundo

como se mundo houvesse para além das  elucubrações

capa e guarda-chuva continuaram na chapeleira

os pingos intermitentes enferrujaram alguns arquivos

à espera de novas chuvas benfazejas

entre Metáfora e Metonímia não irão além do feijão com arroz

encantam-se consigo mesmos

e prometem que a santíssima Álgebra

madrasta de todas as contabilidades

vai impelir a canoa ladeira acima

& implodir a miséria ladeira abaixo

se tudo der certo,senhores,

nada dará errado

entretenham-se com os números

patinhos de madeira no parque de diversões

 dependure-se nas estatísticas

meio corpo fora do espelho

viva as emoções da roda gigante

entube a infância no colo dos velhos senhores

são republicanos fiéis até o meio-dia

 mas sonham com o imperador no entardecer

mais é menos & menos é tanto quanto

noves fora zero três cinco raiz oblonga da Lua

não discuta com o dono do parque

é aquele fortão de fraque e cartola

 quadrante escuro do outro lado do vazio cósmico tatuado no bíceps

ajoelhe-se nos espinhos porque a Esperança

é sempre a primeira que estrebucha e morre

conhece aquele tango em que Gardel 

depois de beijar a prima de Evita às 4 da manhã

engoliu o chapéu –

a tal de Cumparsita, moça prendada?
El día que me quieras voy a estar en sus brazos

Não se esqueça de apagar a lâmpada do abajur

comprado num antiquário da Corrientes

e, na volta, jurar para a   mulher que o trem furou o pneu

ela faz que acredita

recebe as flores murchas

 e a vida continua

não é batom, querida

mas trufa de morango!

o urso de pelúcia é para os seus anos

depois que me trintei nunca mais contei

enfie o maldito urso no latão de lixo

e vá roncar alto no quarto da empregada, seu safado

hoje ela faltou para cuidar das pernas fenomenais

lave ao menos a cueca Zorba  na pia do banheiro

quanto ao passeio à Grécia, espere sentado

tranquei a burra do papai e joguei a chave fora

continue a me torrar a paciência

que eu contarei todos os seus podres

na próxima missa das 20 h no domingo

o padre espera seu cheque desde 2010

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s