ESCREVER

001

Maria Teresa Horta

Com uma mão
dou-te tudo
com a outra descubro o nada

Uns dias sou
de veludo
outros de raiva vidrada

Entre a escrita onde me digo
e  na escrita
onde me iludo

Há a escrita onde me escondo
e a outra
de meu abrigo

Tendo a razão como escudo
na porfia do disfarce
eu escrevo a ventania

Pelo meio da tempestade

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s