O marinheiro

001

Marina Tsvetaeva/Benatti

 

embale-me, ó noite estrelada!

minha cabeça tão rígida fatigada pelas ondas!

 

há muito tempo procuro morada

minha cabeça fatigada por ardentes paixões

 

lauréis, hinos, hidras, heróis de chumbo

minha cabeça fatigada por balanços inúteis

 

deite-me entre folhas e relva

minha cabeça fatigada por guerras sem fim

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s