O BORRÃO E O GATO

001

Sérgio Roxo da Fonseca

            Para o Gardingo foi um espanto ver aquele gato tomando leite colocado num prato, debaixo de uma cadeira. O prato era de porcelana e tinha como cenário um pobre boteco localizado nas terras do fim do mundo. O prato não era simplesmente de porcelana porque, como bem sabia Gardingo, era um borrão.

            No passado perdido no tempo os portugueses traziam pratos de porcelana da cidade de Macau. Naquela época as peças de porcelana eram decoradas com paisagens azuladas que, quando eram envernizadas, borravam. Os pratos eram vendidos por toda parte, inclusive pelas terras brasileiras. Naqueles tempos os portugueses estavam descobrindo o mundo para o mundo.

            Num dia, não registrado na história, os chineses aprenderam a envernizar os pratos sem borrar as paisagens. Foi um sucesso. Quem pode, jogou fora as peças borradas, substituindo-as pelas bem desenhadas. E bem envernizadas.

            Os borrões sumiram. E tendo em conta a sua escassez, tornaram-se peças raras de museu. Foram transformados nos famosos “borrões”. Como se vê, Gardingo era bem entendido e não podia compreender como um gatinho qualquer estivesse usando um borrão de museu para beber leite debaixo de uma mesa no interior de um botequim instalado para lá do calcanhar do sapo.

            Vou comprar aquele borrão, pensou. Conteve o ímpeto de oferecer um preço pelo prato sujo, convencido de que a dona do bar, enrolada num avental branco e sujo, surpresa com a proposta, não lhe venderia o borrão. Contornou o problema.

            Perguntou se o gatinho estava à venda. Vendo sim, disse a mulher, por dez mil réis. Gardingo pagou e mandou levar o gato para seu automóvel.

            O gatinho vai sentir falta daquele prato de beber leite. Bota um preço nele que levo o prato também, acrescentou. Recebeu uma resposta surpreendente.

            – Moço o prato eu não vendo. Se eu vender o prato, não vendo mais nenhum gato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s