Cobra

001

Theodore Roethke/Benatti

 

vi uma cobra jovem deslizar

fora da sombra, mosqueada

pendurar-se e mancar numa pedra

boca fria, língua pousada

no ar silencioso

 

ela se virou e afastou-se

sombra partida ao meio

apressou-se e se foi

 

senti meu sangue lento e aquecido

e desejei ser aquela coisa

forma pura e sensual

 

que talvez eu venha a ser algum dia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s