De Boca Raton para Manchester ou A bomba explode em qualquer lugar

 

Luiz Roberto Benatti

O paraíso da foto é Boca Raton, refúgio temporário ou permanente  de miliardários, mas também onde há bem pouco tempo – 1993 – nasceu Ariana Grande, que na infância identificava-se com Freddy Krueger. A simulada crueldade fez da garota mignon um portento: na turnê de 2015 pela América do Norte e Europa, suas apresentações públicas foram vistas por 290 mil  criaturas, adolescentes na maioria, com faturamento de 14 milhões de dólares. A moçada vibra com a voz de soprano lírica de Ariana, mas o detonador de bomba grávida de pregos de Manchester não brincou em serviço e matou dezenas de jovens ingleses além de ter ferido muitos outros. Os promotores de diversão em espaços públicos abertos ou fechados do Ocidente deverão pensar em novas regras de segurança, sob pena de o Corão nos castigar sem dó nem piedade. Está lá no livro sagrado do Islã: Para os que se acham à sua direita, Alá fez as virgens como amantes e parceiras.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s