CARRO DE PRAÇA

001

 

Sérgio Roxo da Fonseca

 

O Orozimbo estava sentado no banco da praça, sempre com o pensamento voltado para o passado que não se cansa de escorregar para o presente. O Chiquilim sentou-se ao lado sem fazer barulho.

– Está matutando?

– Fico olhando para aquele canto onde ficavam estacionados os carros de praça.

– Carro de praça?

            – Sim, isso na época de Dom João Charuto, quando eu ainda era aluno da dona Petita, nos primeiros anos do grupo escolar. Na Praça Tiradentes ficavam os carroceiros, coordenados pelo Casagrande.  Aqui na Praça XV ficavam os carros de praça que nós exportamos para os Estados Unidos.

            – Para os Estados Unidos?

            – Com certeza. Os Estados Unidos começavam então a exportar para cá o Pato Donald, que matou o nosso Tico-tico. Em compensação nós mandamos nossos carros de praça para Nova York. Eram os anos de 1945. Os carros de praça eram puxados também por cavalos. Aos domingos as famílias zanzavam por aí transportadas por eles. Os carros de praça não saem da minha memória. Era muito bom andar de carro de praça.

            – Mas, será o Benedito, Orozimbo? Nós exportamos os carros de praça para os Estados Unidos.

            – Exportamos. Um vereador propôs proibir os carroceiros e os carros de praça pelos automóveis. Eles manchavam o nome da cidade. Como admitir carroças e carros de praça puxados a cavalo pelas ruas agora forradas pelos automóveis? Foi um bafafá.

            – E então, Orozimbo?

– Para resolver a pendenga, as carroças foram substituídas pelos automóveis e os carros de praça foram enviados para os Estados Unidos.

– Será o Benedito?

            – Sim. Eu fui até lá levei um grande susto ao encontrar os nossos carros de praça rodando pelas ruas do Central Park de Nova York com aquela vagareza dos cavalos trotando. Muito bonito, pensei. Bem que poderíamos trazer de volta aqueles carros. Mas o progresso é o progresso.   Chutamos o nosso atraso para Nova York. Mas ficaram em mim as saudades daqueles tempos, concluiu o Orozimbo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s