Perigo à vista

danger
Luiz Roberto Benatti
Com o PSB à mão, Nílton Cândido pensa estar a dois passos do busto do Matarazzo no jardim da prefeitura. Nílton é um Lula bem ajambrado, peito estufado, voz tonitruante e capaz de ajuntar à sua volta admiradores de todas as camadas socioeconomicoculturais da cidade. A cidade o vê pelos óculos do imaginário, quer dizer, nós o vemos por aquilo que ele gostaria de ser visto. Falta-lhe paciência para aguardar que os caminhos apontem para um rumo seguro, mas ele não esmurra a mesa como seu amigo do peito, ora triprefeiturado. Ao Nílton não importam solavancos e baldeações do pool de partidos que se comporão como recheio no bolo do PT a ser servido no dia da grande festa do retorno a Brasília.  O PSB nasceu dum toco de braço da UDN e, quando vomitou o estalinismo, abriu a porta para a entrada de Rubem Braga, Zé Lins do Rego, Antônio Cândido, Sérgio Buarque de Holanda e Fúlvio Abramo, dentre outros. Muitos desses, sobreviventes, agora sob os chuviscos da água benta da Igreja, fundaram o PT, o lugar do qual Nílton jamais ousou sair. À cata da hegemonia gramsciana, Lula convocou o PDT que, desde a Carta de Lisboa, sonha com a travessia do deserto e ver na miragem a Dubai de sonhos. Três dos senadores do partido votaram pelo impeachmente da ex-presidenta que foi membro de honra da agremiação, mas isso é questão de  firulas descartáveis. Frasista, o velho Brizolla chamou de sapo barbudo ao concorrente Luís Inácio, descrente, talvez, em que Lula acabasse por se revelar como príncipe formoso. Quanto ao PCdoB, teríamos de fazer do ectoplasma do Grabois uma criatura que fosse capaz de explicar as razões de o partido ter ido e voltado, vai você que eu vou também tantas vezes, que os membros atuais ficariam entediados com ouvir as justificativas e lembrar porque o estalinismo virou trotskismo, depois maoísmo, por fim albanismo. Como disse, ao Nílton nada disso importa e ao seu amigo, por um tempo albergado no colchão do malufismo, menos ainda. O deserto mora em nós e o senso de lealdade virou farelo disperso pelo vento.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s