La Bagarre

001

Dayjher Giménez

 Olha a montanha
E no alto o colibri
Que dança quieto
Ao som da nuvem
Trovejante de luz.
Aspiras ao eterno,
Ao casto suplício
Dos sonhos reais
No nevado festim.
Trombeta que soe
O lamento da paz
Uivando milênios.
Lírio já congelado
Sob o antigo poço.
Ninho & tormenta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s