A fonte de Duchamp valia um bagatela enquanto foi privada, mas a privada de Louis Vuitton vale 100 mil dólares

Luiz Roberto Benatti

Todo mundo gosta de flertar com o planeta  dos ricos, mas as iluminadas vitrines do Éden são  para poucos e bons. E não se iluda, porque a coisa vem de longe e muito do que você não veste nem calça veio da França. Louis Vuitton, nascido em 1821, por dois séculos, provocou cócegas nos punhos dos poderosos, nos pés, orelhas, pescoço ou por baixo da saia. Fique de olho em sua noiva que está de olho em seu dinheiro de plástico. Uma bolsa Louis Vuitton vale cem bifes dos Batista. Se quiser ter em casa o trono do LV, arrume 100 mil dólares. O de Duchamp não está à venda e o  do Bispo do Rosário é coisa de pobre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s