A ditadura de 64 não foi esquecida mas está pré-senil

0235

Luiz Roberto Benatti

Se, por acaso, disser você aos filhos ou netos, à mesa de refeição, que a ditadura de 64 foi das ruas para o quartel e de lá para Brasília para salvar o País do comunismo, eles irão acreditar, já que ela está meio idosa e, aos 53 anos, tanto faz contar lorotas como duas ou três verdades, porque a moçada, como se dizia noutros tempos, está mais por fora que bunda de índio. A verdade é que o 64 fez o que não deveria ter feito, razão por que até hoje pagamos caro por termos apeado do poder Jango Goulart que, dentre outros feitos, levou ao comício da central do Brasil 300 mil pessoas. Eu estava lá, mas os moços à mesa eram poeira cósmica. Advirto, porém, aos papais loroteiros que amanhã ou depois, crescidas, as ex-crianças poderão descobrir que o paizão não batia mais com as dez.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s