Ao arrumar briga com Trótski, Pondé se desentendeu com Bandeira e Josué de Castro

Trotsky_cc_img-485x255

Luiz Roberto Benatti

Sem passaporte, Leon Trótski, de mala e cuia, deslocou-se  muitas vezes pela Europa,  até que os selos de viagem não deixaram lugar para mais nada, se não Nova York, onde por dois meses e meio ele ocupou um apartamento no número 1522 da Wyse avenue, no Bronx. À beira da indigência, ele passou a  escrever para jornais russos de combate como Novy mir e Pravda. Da janela de sua sala de trabalho, ele anotou: “… Vi, numa ocasião, da janela de minha sala  do jornal, um velho de  olhos sonolentos e  barba cinza cerrada   diante duma  lata de lixo em que havia  peixe e um pedaço  de pão. Ele rasgou a casca   com as mãos e  mordeu  o troço  petrificado com os dentes e, por fim,   vasculhou  várias vezes  a lata. Mas o pão continuou lá. Finalmente, ele olhou para ele como se estivesse receoso  ou envergonhado, enfiou o achado no   casaco desbotado e caminhou até   São Marcos.O breve  episódio ocorreu em 2 de março de 1917. Mas não interferiu de forma alguma com os planos da classe dominante. A guerra era inevitável, e os pacifistas tinham de apoiá-la “.Que não venha o filósofo do charuto chamejante dizer que o russo embromava os trouxas com seu pieguismo marxista, porque, noutra passagem, Leon elogiou os States e, em particular, NY como moderno centro de Artes. A fome existe e, no Inverno, o estômago vazio ronca mais alto.Pondé nasceu no Recife, em 1959, 51 anos depois de Josué de Castro, autor de Geografia da fome: a fome no Brasil, que eu recomendaria como leitura de fim de semana ao filósofo. Onde entra Manuel Bandeira, pernambucano do Recife nascido em 1886, de família abonada? Bandeira entra com O bicho, publicado no RJ, em 25 de fevereiro de 1947, 30 anos depois do homem-animal de Trótski. Como Pondé não o relê há muito tempo,transcrevi-o acima.Trótski não era pernambucano: nasceu em Ianovca, na Rússia imperial, em 1879. Como Pondé não se entende com Leon Trótski, poderia ao menos reconciliar-se com seus conterrâneos ilustres.  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s