A Língua em que me escrevo

001

Luiz Roberto Benatti

  A Língua em que me escrevo

 

 

jamais esteve em Goa

nem de olho vazado

o mar que aqui se envaza

não se envaza como lá

 

a Língua em que me escrevo

perde-se em  si mesma  por sina

quando tento endireitá-la

mal sussurro  a semínima

rompo-me  de baixo para cima

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s