O elogio  da auto-depreciação

001

Luiz Roberto Benatti

 

posso ter um nariz novo para cada dia da semana

mas o difícil será combiná-los com as pregas dos lábios

vou tomar cerveja estupidamente gelada

com meus amigos do peito

e deixar que meus olhos saltem pelas órbitas

até alcançar as paredes escalavradas do boteco

amanhã ou depois toparei com um psiquiatra

que me garanta a posse duma histeria autêntica

se eu mijar na calçada às 3 da manhã

nenhum policial irá me botar no camburão

a essa hora cara com raios e trovões

não há quem se arrisque pelas ruas de sabão

o melhor então será guardar por mais 10 anos

a loucura na canastra de família

e sonhar com estrelas que salpiquem de azul nosso chão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s