Quanto mais tanto menos ou mais?

001

Luiz Roberto Benatti

 

quanto mais cães estiverem dispostos

a babar do outro lado do vidro

mais ossos vou enfiar no bolso do casaco

e como Chapeuzinho vermelho

irei deixá-los à margem da estrada

rumo à fome que não se aplaca

uns dizem que ela não passa de doença incurável

outros que ela só se aplaca com waffles

e leite amanhecido com avelã

ninguém tem medo de morrer de fome

a não ser que você seja um desses esquálidos

que têm muito medo de morrer de fome

e, depois de mortos, virar estatística

para gáudio  do Banco mundial dos suicidados pela fome

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s