ZERO E O INFINITO

001

 

          Sérgio Roxo da Fonseca

 

        Subtraio o título do livro de Arthur Koestler que tanto sucesso teve há décadas passadas. Mas com suas palavras caminho para um rumo.

        Os muçulmanos invadiram a região onde está a Espanha e Portugal em 711 e ali permaneceram por quase oito séculos. O chefe do exército árabe chamava Tarik que invadiu a Andalucia por um rochedo que inicialmente passou a se chamar o “Rochedo de Tarik”, em árabe “Gamal Tarik” que se transformou em “Estreito de Gibraltar”. Os invasores deixaram ali suas marcas percebendo-se seus sinais até mesmo no Latim então usado pelos jovens Espanha e Portugal. Legaram assim uma importante herança. Basta ver que, em Córdoba, o árabe Averrois e o judeu Maimônides abriram a filosofia grega para a Europa, até então proibida para os cristãos. Os islamitas ainda introduziram ali o sistema decimal.

        A Europa numerava os seus fatos pelos algarismos romanos, dificílimos para uma singela compreensão. Os babilônicos e até mesmo os maias já conheciam o sistema decimal. É quase certo que os árabes entraram em contato com o zero ao invadir a Índia. Afirma-se, sem muita certeza, que a palavra “zero” descende de “zéfiro”, uma brisa ligeira que soprava naquelas regiões.

        Na verdade na Índia o zero era chamado por “sunya” que foi transformado na Língua árabe para “sifr” que gerou na nossa Língua “zero” e “cifrão”, após virar “zephirum”. Em italiano “sephiro”. Em francês “chiffre”. Em espanhol “cifra”.

        O sistema numeral foi reduzido apenas a dez primeiros algarismos, de zero a nove. Seja lá qual número for, pode ser escrito com a conjugação de zero a nove. Os europeus resistiram, pois entendiam não fazer sentido usar um algarismo, o zero, que nada significa.

        Ao contrário, o sistema decimal, com a revelação do zero, passou a ser a base do critério numeral, mesmo após surgir um seu filho, o sistema binário que alimenta não somente os computadores mas também os homens. O zero apontou para o infinito.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s