Espaço público, escultura e a reposição do olhar num nicho impactante

Luiz Roberto Benatti

 

A escultura contemporânea resgatou da antiga Grécia as noções de arte & técnica que os helenos entendiam estar ambas ligadas, como se ao ferreiro não pudesse faltar o mais refinado gosto na modelagem do escudo, de tal forma, que, no campo de batalha, Aquiles conduzisse também o mundo estampado na ferramenta de proteção. A árvore será vista sempre pelo passante, mas a escultura contemporânea, ardilosa, atrairá o olhar do caminhante e, graças ao engodo estético, vai obrigá-lo a dar-se conta do  enigma da obrigação de se converter ao Moderno, ao alterar a posição do olhar.CTV precisa espalhar em seu grande corpo físico  algumas peças escultóricas, além das já muito antigas do Liuba, Malheiros, Bruno Giorgi ou Oscar Valzacchi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s