Três faíscas

Tengezar Manînî/Benatti

 

tenho nas mãos

três faíscas

 

uma delas transforma-se num rio

e seca

 

a outra é uma andorinha

em fuga

 

a última é o grito

dum poema

 

as   faíscas se reúnem

para chorar a terra esquecida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s