Picasso e o quadro “A mulher que chora”

 

 Luiz Roberto Benatti

 Uma coisa é dizer ao espectador que o quadro do pintor Fulano é bom e tentar incutir-lhe o conceito; outra, diversa, é mostrar-lhe, com vagar e boa argumentação, que a Arte, quando competente, dirige-se à reeducação dos sentidos. Em vez de pintar alguém alegre ou triste, um pintor como Pablo Picasso pode transformar a real tristeza estampada no rosto da modelo num quadro cujo rosto se fracione ou pareça estar chanfrado como se essas quinas e arestas servissem para trazer do fundo do coração da modelo a carga de sofrimento por ela experimentada.Picasso disse: “A Arte é uma mentira que nos ajuda a alcançar a Verdade”. Assim é o retrato de Dora Maar na tela A mulher que chora. Em 1936, Henriette Theodora Markovic, apresentada por Paul Éluard, conheceu Pablo Picasso, no Café les deux Magots, em Saint-German-des-prés, Paris. Ela tinha 29 e ele 54, paixão fulminante. Picasso encantou-se com os gestos de automutilação exibidos por Dora, na mesa do café: a belíssima fotógrafa cortou os dedos no jogo da faca. Dora era estéril. Ela e o pintor ficaram juntos por muitos anos até que ele a trocou por Marie-Thérèse Walter com quem teve a filha Maya. Todavia, Dora Maar foi grande musa para Picasso e criatura muito admirada pelos amigos Paul Éluard, o poeta, e Jacques Lacan, o psicanalista. Ao pintar Dora/a mulher que chora, Picasso declarou: “Para mim ela é a mulher que chora. Por muitos anos, eu a retratei com sua aparência torturada, não por sadismo nem por prazer, todavia por obedecer à visão por ela despertada em mim. Essa era a realidade profunda, não a superficial”. A essa declaração carregada de amor e compaixão, Picasso acrescentou que “as mulheres são máquinas que sofrem”. Eis a função ao mesmo tempo generosa e grandiosa da arte – preparar o espectador para antecipar-se às dores da alma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s