Dois  quartos & duas casas 

 

Luiz Roberto Benatti

 

O quarto de Van Gogh, em Arles, na França, era bem modesto, como modestos costumam ser os de pensão de estudantes nos grandes centros, em nossos dias. Solteirão quase crônico, 2/3 do quarto do pintor foram ocupados por cama, 2 cadeiras de palha trançada, bilha com bacia, moringa, copo, cabide, paletós, chapéu, toalha, espelho, quadros, janela cerrada. Muito estreito, o quarto fica entre duas portas. Apesar da perspectiva, a cadeira do fundo, entre a cama e a mesa, parece ter sido destorcida segundo o padrão expressionista do artista.

A mesa foi deslocada e, nesse deslocamento, seus pés alteraram a visão do rodapé da parede do fundo. O espaço físico do quarto é como tela em que Van Gogh mudasse de posição objetos e dimensões. O quarto de Van Gogh é parte significativa do mundo de Van Gogh. Ausente do quarto (todavia presente), é possível que ele tivesse saído para pintar cenas campestres saturadas de luz, profusos amarelos, vermelhos e verdes. Era um apaixonado pela Natureza.

O pintor foi pobre a vida toda e viveu amparado pelo irmão. Não vendeu quadros, não se apropriou do que não era seu, não matou. O segundo quarto foi ocupado por Al Capone, por 11 anos, quando o FBI e o imposto de renda o engaiolaram. Não foi artista, a não ser que nosso entendimento de Arte tenha sido filtrado por aguda ironia. O quarto tem janela muito alta, na parede do fundo, acha-se mergulhado na penumbra, estante à esquerda, 2 abajures acesos, poltrona, cama, tapete persa, console.
As paredes descascadas da cela, talvez por excesso de umidade, cobrem de azul cerúleo o quarto-prisão como se tivessem sido pintadas por Francis Bacon. Al Capone jamais se interessou por Natureza física. Roubou, matou, explorou a prostituição, o jogo e ganhou fortuna no período da Lei seca. Ele tinha um apelido – scarface, escara  ou  cicatriz no rosto. Um herói ensandecido como costumam ser os heróis do mundo moderno.  Ao pintor holandês faltava o lóbulo da orelha por ele presenteado à namorada, prostituta por quem se apaixonou. Van Gogh reinventou a pintura de cavalete e a Beleza. Al Capone reinventou o crime e dele fez escola. Vez por outra, roubam quadros de Van Gogh a pedido de colecionador excêntrico e miliardário. Al Capone acabou por dar às sociedades contemporâneas um encaminhamento que o grande Van Gogh jamais imaginaria fazê-lo: a estetização do crime e seu entranhamento cultural na civilização contemporânea.Ser bandido é update.
Multiplicam-se os presídios, mas não as escolas de Arte. A grande Arte serve à reeducação do olhar  tanto quanto à reconstrução da   alma, todavia ela não tem o feérico brilho do crime. O crime dos mensaleiros  & seus pares foi visto sob foco de luz tênue porque  a investigação  da rapinagem fez-se  às escondidas e não de  maneira exibicionista. Em nossos dias, quem rouba, em geral, quer se visto como se  dissesse: Quem não rouba é fraco de alguma fraqueza. Como o bandido é importante, a vítima que se vire dentro de sua mediocridade. Morto medíocre é o pior morto que existe. Com o passar dos anos, entranhado no poder, o PT manifestou os sinais da doença que acometeu o insano rei Luís da Baviera, com uma sintomática diferença: que em vez de castelos, nos quais os confrades deleitavam-se com boa música e leitões com maça à boca, eles edificaram casas ou apartamentos de luxo para a família e os amigos do peito: palácios, carros esplendorosos, contas bancárias do exterior, abraços, sorrisos de orelha a orelha e a certeza de que o efêmero deverá ser sorvido com o aroma do infinito. A casa do ex-governador Sérgio Cabral no RJ daria a qualquer garoto privado de coisas maravilhosas na infância a certeza de que o mundo da maracutaia veio para amparar os espertos e aplacar-lhes as dores da alma. A segunda casa – em Madri – é a de Lope de Vega, grande como Cervantes. Lope jamais deve ter pensado em tomar do outro o que não fosse seu de direito, com exceção de mulheres charmosas, por cujas aventuras pagou caro com  afastamento da corte e exílio V.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s