Inventário da rosa: aproximações da poesia de Carlos Drummond de Andrade com a  ditadura Vargas (I)

001

Luiz Roberto Benatti

No encomiástico poema Com o russo em Berlim, Drummond escreveu: Eu esperei na China e em todo canto,/em Paris, em Tobruc e nas Ardenas/para chegar, de um ponto em Stalingrado,/com o russo em Berlim.Teria o poeta aprovado a construção do Muro da Vergonha? Venerada pela crítica universitária há décadas e pelo leitor fiel ao mineiro, A rosa do povo não perdeu o encanto desde o lançamento em 1945. O leitor lê o livro pelos olhos de quem o leu por aquilo que nele não havia. Contraprova? Os russos não tiveram nada a ver com Tobruque nem com as Ardenas, mas Drummond, desde o Poema de 7 faces, gostava de fazer colagens que, bem dispostas no papel, criaram uma geografia especial, quase que uma metáfora do nó górdio que o poeta se deu com o namoro com o Partido comunista. Tanto as escolhas políticas quanto o sintomático silêncio a que Jean-Paul Sartre se referiu são de foro íntimo e cada um de nós fará de si mesmo o que bem entender. No caso de CDA, o que se deu foi que a escolha lhe causou inúmeros dissabores sem que ele pudesse deslindar-se dos entremeios nos caminhos que não não levam a lugar algum. Os britânicos enfrentaram Rommel, no porto de Tobruque, e depois de 3 meses de feroz campanha, venceram os germânicos: de tal modo ficaram os ingleses  entusiasmados, que pensaram em tomar Trípoli. Num telegrama ao general Wavell, Churchill suspendeu o avanço sobre Trípoli e transferiu para a Grécia o grosso das tropas  aquarteladas na Líbia, com o propósito de conter eminente invasão alemã. A geografia de Churchill aplicava-se ao mundo concreto, mesmo porque o grande fracasso dos Dardanelos devia pesar-lhe na alma como pedra escura.  Quem soube de Winston Churchill no Brasil e do que ele fez pelo mundo convulsionado da Segunda guerra? Churchill não passou pelo filtro do jornal Tribuna popular do qual Drummond foi redator. Outro poema do citado livro – Visão 1944 – construiu-se com 25 quartetos, quase todos eles de baixa qualidade. No segundo quarteto, anotou o poeta: Meus olhos são pequenos para ver/luzir na sombra a foice da invasão, versos ambíquos que não deixam clara a procedência da foice e por que (se foi esse o caso) estaria ela desacompanhada do martelo. Com A rosa do povo, o poeta tentou responder aos ferozes adversários à esquerda (?) que ele era confiável. Não conseguiu e por pouco não foi  a nocaute socado por Moacir Werneck de Castro que o chamou de traidor, reacionário, escritor decadente e vendido aos americanos. Leve em conta o leitor que ambos eram colegas de trabalho na Tribuna comunista. Os poemas engajados de A rosa do povo estão marcados por imprecisão: lemos algo cuja configuração não se revela, como se o poeta quisesse calar-se sobre incômodos detalhes. Lemos no quinto quarteto que Meus olhos são pequenos para ver/o transporte de caixas de comida,/de roupas, de remédios, de bandagens/para um porto da Itália onde se morre. Trata-se do Porto de Nápoles, mas o poeta mantém oculta a menção. Estima-se que entre 1940 e 1944, os constantes bombardeios dos aliados fizeram de 20 a 25 mil vítimas civis  e que a região portuária foi a mais atingida. A aliança de Mussolini com Hitler custou muito para a Itália e os italianos. O ponto elevado de imprecisão localiza-se no 14º. quarteto: Meus olhos são pequenos para ver/a fila de judeus de roupa negra,/de barba negra, prontos a seguir/para perto do muro – e o muro é branco. Não há menção ao campo de concentração, não sabemos por que você entra em fila para aproximar-se dum muro branco nem mesmo por que barba e roupa eram negras quando no magote humano havia muitas mulheres. Ao poeta faltou coragem para dar nomes a pessoas e acontecimentos, atitude que ele deixou clara em Congresso internacional do medo, no volume Sentimento do mundo:Cantaremos o medo, que esteriliza os abraços,/não cantaremos o ódio porque esse não existe,/existe apenas o medo, nosso pai e nosso companheiro. Por que não existe ou não havia ódio naqueles dias de convulsão sociopolítica?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s