Canção de ninar

002

Luiz Roberto Benatti

 

onde está a faca

o queijo bóia de costas

não há bota que suspire

por pé enregelado

à noite a fumaça  rouba

metade da lua cheia

as sobras da madrugada

descosturam os  botões

das vestes   de Frankenstein

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s