Paisagem

001

Luiz Roberto Benatti

 

Com o chapéu na cabeça s entei-me nesse banco de pedra ou madeira  a perna direita cruzada & a esquerda encoberta pela grama sépia à chuva e ao sol por tantos anos que já não sei mais  recontá-los & os lugares desfeitos na caixa estreita da memória & só me lembrei de que meu pai havia dito  com voz  baixa & pausada fique aí & não espere que as coisas sejam outras que não as que puderem ser porque quando venta venta &  quando não venta não venta & ninguém virá para alterar o esboço da paisagem rei ou mágico poderá curar o destino preso ao leito por doença incurável & foi o que meu pai sussurrou no meu ouvido minutos antes de me entregar o chapéu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s