Se a minha realidade puder ser agourada,  não fale de mim

001

Pernilla Berglund/Benatti

 

Se a minha realidade puder ser agourada, não fale de mim.

Eu não quero adivinhar, quero ser a ocorrência. Enquanto

Eu puder  estender-me  e depois recuar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s