O irreal em Fellini é mais real do que a realidade à nossa volta

001.png

Luiz Roberto Benatti

 

O navio Gloria N de E la nave va, de Federico Fellini, foi construído em estúdio cinematográfico: ele se assenta sobre macacos hidráulicos num oceano de plástico. O diretor italiano declarou que os atores se sentiram enjoados com o balanço. Embora não saia do lugar, o navio faz longo percurso, ao contrário do Brasil que não vai a parte alguma. Fellini fez sempre da irrealidade algo que foi muito além do mundo concreto do dia-a-dia e com isso permitiu que o imaginário O convés do navio em And the Ship Sails On foi construído no estágio 5 em Cinecittà. Foi apoiado em macacos hidráulicos e balançou realisticamente. Todos, menos eu, estavam enjoados. Não foi porque eu sou um bom marinheiro, mas porque eu estava tão intensamente envolvido no que estava fazendo que não estava ciente do balanço. O mar foi criado a partir de polietileno. O pôr-do-sol obviamente artificial parecia lindo. O aparecimento de artificialidade é deliberado. No final, eu revelo o set e eu atrás de uma câmera, todo o show de mágica. suprisse as incômodas lacunas do mundo e os acontecimentos. Nossas lacunas estão abertas como fendas vulcânicas intransponíveis.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.