Poderei  dizer o que eu quiser

001.png

Benoit Jutras/Benatti

 

Poderei dizer o que eu quiser, não estou aqui, não tenho os segredos de minha vida, sou homem e mulher e cavalo e cachorro, a fantasia final e a insistência  dos hinos. Eu sou invisível num  dia claro, não sinto meu corpo nem o beijo que o atravessa. Dos limoeiros em flor ao deserto de Tabernas, o céu muitas vezes se torna uma caverna, crianças correm em fila indiana, algumas desaparecem  no sol,  outras em minhas vidas passadas. Nesta noite  sou uma lâmina, algo efêmero. Sou imaculado como alguém que assusta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.