Tudo o que é sólido desmancha-se no mar ou em terra: CTV e o Titanic

001.png

Luiz Roberto Benatti

 

Apesar de ter sido exemplo máximo de conforto, luxúria e a certeza de que seria indestrutível, o Titanic, depois de colidir com um grande iceberg, afundou no dia 15 de abril de 1912.Nesse ano, éramos uma vila com o nome de Adolfo. O grande escritor Joseph Conrad, num artigo vazado em dor e experiência pessoal, usou para o transatlântico e a tragédia o vocábulo yamsi, de origem grega, muçulmana ou duma tribo norte-americana do sul do Oregon, com o significado de abismos, dando a entender que o destino traçara para ele uma rota que, de Southampton a Nova York, seria bruscamente interrompida. Com o Titanic foram 1502 mortos dentre 2224 embarcados , assim distribuídos: 6 crianças na 1ª. classe e um morto, 24 na 2ª. e nenhum morto, 79 na 3ª. e 79 mortos; 144 mulheres na 1ª. classe e 4 mortas, 93 na 2ª. e 13 mortas, 93 na 3ª. e 89 mortas; 175 homens na 1ª. classe e 118 mortos, 168 na 2ª. e 154 mortos, 462 na 3ª. e 387 mortos. Eram britânicos, irlandeses e escandinavos à procura de emprego e melhores condições de vida na América. O navio tinha ginásio ou academia, piscina, bibliotecas, restaurantes de 1ª. classe e cabines de luxo, além de telégrafo sem fio. No resgate do Titanic por barco respeitou-se a recomendação ladies and children first, razão do grande número de homens mortos. Os tempos mudaram. O Titanic tinha apenas salva-vidas para 1178 pessoas. Os tempos não mudaram, motivo dos 528 mortos da 3ª. classe. Longe de ser um transatlântico de luxo, todavia um pouco parecida com uma piroga,  Catanduva se desconstrói antes mesmo de se aventurar rumo a um destino venturoso: as ruas se desmancham, os dutos se exibem com dentadura de aço, enquanto que o rio aguarda o grande dia de seu acasalamento com gigantesca massa de concreto, tão crescida talvez como o iceberg contra o qual o Titanic colidiu. O iceberg desprende-se das enormes geleiras assim como as cidades afogam-se na falta do plantio regular de árvores.  Em 1912, a classe dominante tinha o peito estufado, os humilhados e ofendidos deslocavam-se daqui para lá como mulas capengas, enquanto que nos dias que correm só temos olhos para a inoperância, mas como se o senso de grandioso ainda fosse possível num mundo impraticável. O administrador, de modo geral, fala do Futuro, como se ele existisse. Quando o seu gato cheira a poltrona, ele saberá se há pouco outro gato esteve ali aninhado. O gato adversário não estará mais ali porque ele se tornou Passado, memória. As coisas se fazem hoje ou não se fazem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.