Solidão

003.png

Anna Akhmatova/Benatti

 

tantas foram as pedras atiradas contra mim

que já não tenho mais medo de outras

o fosso ergueu-se como torre sólida

bem alta entre altas torres

agradeço aos construtores

cuidados e tristeza passam por eles

daqui verei mais cedo o sol nascer

e como o raio de sol se regozija

pelas janelas de meu quarto

a brisa sopra sempre do Norte

a pomba come em minha mão um grão de trigo

se a página ainda não se concluiu

a mão divinamente calma e radiante

da Musa trigueira irá terminá-la

 

одиночество

 

 

многие были брошены в меня камни

Я не больше не боится друга

Разрыв вырос в твердой башни

очень высок среди высоких башен

Я благодарю строителей

уход и печаль проходят через них

здесь будет скоро увидеть восходит солнце

и, как солнце радуется

окна моей комнаты

ветер всегда дует с севера

голубь ест в моей руке зерна пшеницы

если страница еще не завершена

рука божественно спокойной и сияющей

Муза смуглый будет закончить его

 

[Verti do Inglês o poema de Anna Akhmatova e não do Russo, sua Língua  original; todavia, a seguir, verti para o Russo o poema em Português. Talvez possa eu ser perdoado pela competente poeta russa.]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.